quinta-feira, 29 de julho de 2010

Desabafo inicial

Minha vida está afundada. Estou gorda, não tenho emprego, não tenho um amor. Ou seja, não tenho nada. Bom, nada-nada não é verdade. Tenho uma família e alguns amigos que sei que me amam e que torcem por mim. Isso já é bem positivo, é verdade. Mas a verdade também é que se você não esta no peso ideal, se não tem um emprego que te faça feliz e um amor, as coisas ficam meio sem sentido.

Mas vou focar no peso, que é a finalidade do blog.

Estou muito gorda. Sempre fui gordinha, já emagreci uma vez, fiquei magérrima, mas há um bom tempo eu não consigo me controlar. Como desesperadamente. Emagreço um pouco e volto a engordar, fico triste, e engordo ainda mais. Isso tudo reflete nas outras áreas da minha vida. Não saio na rua, não vejo pessoas. Tenho vergonha de mim, do que me tornei.

Fracassar na tentativa de emagrecer e o próprio fato de estar gorda são 2 coisas que causam um desgaste emocional muito grande. Estou bem despedaçada, não acredito mais em mim...

Faz um tempo que venho me enganando. Hoje a palavra da vez é R.A., ou seja, reeducação alimentar. Nela você pode comer de tudo, ser saudável e emagrecer. É nela que venho me enaganando há muito tempo.

Olha, não acho que reeducação almentar seja coisa errada. Não é, pois emagreci uma vez com ela. Mas nesse momento, o meu problema, que é a obesidade, não esta sendo resolvida com a RA. Ela me dá uma sensação de que há justificativa pra comer tudo: um docinho aqui, outro lá, fritura algumas vezes por semana, refrigerante zero, salgadinhos, pizza, pode tudo desde que moderado. Além disso, a RA criou em mim vários medos: só alimentos integrais, só orgânicos, tudo com linhaça, todo dia tem que comer ração humana, beba chá verde, branco, hibisco. Isso só pra dar poucos exemplos.

Pra mim, tá sendo muita permissão e muita informação. Mais uma vez, vou frisar, se alguém estiver lendo isso, que pra mim, absolutamente pra mim, a RA está me massacrando. Não sou médica e nem nutricionista, ou cientista, sei lá, pra dizer com precisão o que é certo ou o que é errado. Nem estou dizendo que não vou comer coisas integrais, p.ex, até porque acho esses alimentos bem saborosos. Mas a culpa por comer alguns alimentos, e a culpa por não comer certos alimentos esta demais pra essa pessoa que aqui escreve. E o meu problema, uma obesidade que pode me matar, tanto do lado físico quanto do psicológico, continua existindo.

A solução, pra mim, é voltar a boa e velha dieta. Ou até vou usar a palavra “regime”, que é uma expressão das antigas.

Como resquício da RA no meu cérebro, acredito que coisas malucas, como dieta da lua, sopa, etc não fazem bem a saúde e não emagrecem de verdade. Vou atingir a minha meta fazendo uma dieta tirada de um site da USP (não é a famosa dieta da USP, que na verdade não é da USP – essa do site é da USP mesmo!!!).

É um cardápio bem padrão, bem saudável. Estou doente, e esse será meu tratamento.

Tenho um problema também com exercícios físicos. Hoje todo mundo corre e vive participando de maratonas. Morro de vontade de participar também. Comecei um plano da Boa forma pra corrida, mas ainda tenho certa vergonha de usar a esteira do meu prédio pra correr. Tenho medo de como as pessoas me vêem. O medo é de acharem; “olha a gorda correndo!!!”.

Pra facilitar e me livrar da culpa, vou adotar o seguinte: caminhada de manhã na rua, mais musculação leve em dias alternados. Se chover, muita calma, simplesmente não vou. Muita calma, não vai chover para sempre!!!

Não sei se terei leitores aqui. Como tenho medo de pessoas depois que fiquei obesa, morro de medo do julgamento alheio. Mas acho legal essa interação na blogosfera. Então fiquem a vontade pra meter o pitaco...

Beijos

3 comentários:

Dani disse...

Oi querida
já virei leitora viu?

vim retribuir a visitinha
E te pedir q não desista, não desista de vc!
Vc merece esse carinho, merece se cuidar e é pra vc!!
O resto é consequência.

Conta comigo sempre
Bjinhus

Minha fábrica de sonhos... disse...

Aííííií guria!!!!!!!!!!!!!!!!!
Força e ânimo, vamoquevamo, tenho certeza de que vais chegar lá!

Nunca, nunquinha, nunca desista de vc. Nós, lindonas da blogosfera estamos aqui para nos apoiarmos mutuamente, certo?

Quero te convidar para me seguir e eu já estou te seguindo e quero também te convidar para participar do desafio que iniciará dia 02/08.

Forçaaaaaa!!!
Beijão.
Nara.

GEORGIA disse...

Oi lindona,estou te visitando pela primeira vez,e entendo muitissimo o que vc desabafou aqui.Eu também to no mesmo processo,r.a. é dificil mesmo! A gente vive meio que brigando contra o estomago,a ansiedade,a gula e etc...Mas estamos aqui pra isso,nós da blogosfera,existimos para dar forças umas as outras nessa batalha,que é emagrecer! Quero te dizer,que pode contar comigo pra tudo,e já estou te seguindo! Me segue também viu? E vamos sair da casa dos 90,89,87,(eu no momento to na casa dos 86!) Mas comecei com 90 também,em 2 semanas to 3 kg a menos...Vamo na fé,que a gente chega na casa dos 60...Bóóóóóóóóóóóraaaaaaaaaa!